domingo, 24 de fevereiro de 2008

Em Completo

«Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive.»
(Ricardo Reis)

Parece-me um bom conselho!



Sophia

sábado, 23 de fevereiro de 2008

As Caras da Folia


Foi enquanto começava a preparar tudo para organizar uma viagem a Itália, que me ocorreu escrever esta mensagem.
Veneza!
Não, não é por causa do romantismo e toda a conversa do costume!
Falo, pelo Carnaval de Veneza!
As máscaras de carnaval venezianas são absolutamente deliciosas! Sempre as adorei e resolvi partilhar um pouco delas convosco. Estas afamadas máscaras, feitas em gesso ou em pasta de papel, relembram as damas e nobres do século dezassete, que as usavam para manter o anonimato enquanto de se divertiam nas noites traindo os respectivos cônjuges. Hoje, são protagonistas de dias e dias de folia num dos mais famosos carnavais do mundo.
E, para quem não saiba, as origens do Carnaval Moderno não estão em terras de Vera Cruz. O Carnaval como o conhecemos hoje surge no contexto da sociedade vitoriana do século XIX. Paris e Veneza foram as cidades mãe desta festa, que delas radiou para todos os cantos do Mundo, incluindo o Rio de Janeiro.


Sophia

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Ciência e Arte

Hoje, apenas uma curta mensagem, que deixo ao cuidado do vosso sentido crítico e à consideração dos vossos comentários, estando certa, porém, e sem qualquer desprimor pelos restantes, de que o pessoal de Medicina perceberá melhor onde quero chegar.
Todos já conhecem decerto a expressão, repleta de verdade: A Medicina é uma arte. Mas, William Osler suplanta esta interpretação ao afirmar, de modo tão ou mais verídico, que A Medicina é a ciência da incerteza e a arte da probabilidade.
Ora, digam-me se esta não é uma fiel e brilhante definição de Medicina!?


Sophia

sábado, 16 de fevereiro de 2008

Triste Pobreza

É triste a pobreza do Mundo!
Qual pobreza!?
Sim, a pobreza de comida, de água, de tecto, de roupa, de sapatos, sim, essa também!...
Mas, quero dizer: Pobreza! Pobreza de espírito; pobreza de carácter; pobreza de valores!...Pobreza que impera no mundo actual!...
É tão triste! Tão triste que até magoa, até dói! Magoa quase tanto como a primeira! Magoa a quem a não tem, a quem não é pobre, porque quem tem essa pobreza não se magoa com ela, nem com nada; porque quem a tem nem se apercebe dela, mesmo quando lhe a mostram!... Enfim, são pobres! Por que motivo se haveriam de magoar ou aperceber do que quer que fosse!?...É triste, são pobres, e é triste!...
Mesquinhez, cobardia, futilidade, cinismo e hipocrisia, mentira, impostura, injustiça, egoísmo, indeiscência, inquinação, insensatez, tudo sinónimos de pobreza!
São mesquinhos! São cobardes! São fúteis! São cínicos e hipócritas! São mentirosos! São um embuste! São injustos! São egoístas! São indeiscentes! São inquinados! São insensatos! E são tantas outras coisas!...
Em suma, são pobres! São pobres, e é triste!... É triste a pobreza do mundo!...


Sophia

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Não se vive só de história!

O Sport Lisboa e Benfica deixou de fazer parte do grupo dos 20 clubes mais ricos do mundo!
Mas, o mal não está em não constar da lista, em não ter o nome do clube inscrito nesse rol. O mal está em que cada vez ganham-se menos troféus e menos prémios, gasta-se mais dinheiro e a qualidade é pior! O jogo de ontem foi uma tristeza! Já não se joga com vontade, com disciplina, com garra, com amor à camisola! Já não se investe nas escolas do clube, já não se formam bons jogadores! Ir comprar é mais fácil! Gastam-se rios e rios de dinheiro e não há nem qualidade, nem troféus!...
Porém, este não é um problema só do Benfica, vemos os nossos vizinhos da 2ª Circular exactamente na mesma, e é pena, porque cada vez há mais dinheiro para futebol, cada vez se paga mais por um bilhete para um jogo e já não se vê um jogo bonito, disputado, com táctica e técnica que encham o olho e que façam vibrar o espectador.
Em compensação, outras modalidades em que se vêem desportistas aplicados e com talento, são subjugadas e pouco investimento recebem. Não vale a pena dizer nomes, entre atletismo, râguebi, desportos náuticos, basquete, ténis, e muitas outras modalidades, todos pensarão em alguns desses desportistas talentosos e aplicados e noutros nem sequer pensarão porque simplesmente são perfeitos anónimos para o público em geral. O que interessa é que se invista na qualidade, na recruta, formação e progresso de desportistas. E este investir nem sempre quer dizer o jogador mais caro, o treinador mais bem pago, o estádio com mais cadeiras e mais dispendioso, a pista que custou mais dinheiro, etc... Este investir requer capital sim, mas muitas vezes é mais barato do que o que se gasta na presente conjectura. Muitas vezes, o trabalho, a iniciativa, as regras, a disciplina, o gosto, a vontade de fazer e fazer melhor, a humildade de aceitar e aprender com quem sabe, mesmo que seja o mendigo da esquina em vez do importantíssimo Sr. X ou Y, são a base desse investimento seguro em qualidade e resultados a um preço muito mais baixo...
Mas enfim, o que se há-de fazer!? É a força do dinheiro e da corrupção que move o mundo do desporto e o mundo em geral! Só que o dinheiro também se acaba! Os resultados são precisos! E são-no em todas as vertentes! Nenhum clube, instituição ou país vive só de história! (mesmo que a sua história seja rica e espectacular)


Sophia

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Não há bela sem senão...



O Instituto da Farmácia e do Medicamento (Infarmed) divulgou hoje, em circular informativa, uma advertência da Agência Europeia dos Medicamentos em relação a um medicamento, o Sebivo (telbivudina).

Este fármaco, que ainda não está a ser comercializado em Portugal, mas que o será em breve, é um anti-viral usado no tratamento da hepatite B crónica, num esquema de monoterapia em doentes com: doença hepática compensada e evidência de replicação viral; níveis séricos ALT (alanina aminotransferase) continuamente elevados; histologia denunciando inflamação activa e/ou fibrose. Pode também ser utilizado em terapêutica combinada com interferão, no tratamento desta patologia.

Todavia, ensaios clínicos demonstraram que, embora em monoterapia seja pouco comum o surgimento secundário de neuropatia periférica, no esquema combinado de telbivudina + interferão, o risco de neuropatia periférica é real e sobre-elevado relativamente à opção monoterápica.

É neste contexto que surge o alerta da Agência Europeia dos Medicamentos, tendo em vista a inclusão desta advertência na informação do medicamento, bem como a sensibilização do médico para a monitorização cuidada dos doentes que se encontram a fazer esta terapêutica, no que concerne a potenciais sinais de neuropatia periférica.

Nota: Para quem não saiba, a neuropatia periférica inclui-se no grupo das doenças neuromusculares e consiste numa lesão (por várias causas) que compromete um ou mais nervos periféricos, podendo traduzir-se em alterações da sensibilidade, força muscular, mobilidade e diminuição ou abolição de reflexos.





Sophia

Assunto Esquecido

Completam-se hoje 5 anos sobre a morte forçada da ovelha Dolly. Esta famosa ovelha, agora esquecida, foi o primeiro mamífero a ser clonado com sucesso, a partir de uma célula adulta. Contudo, aos 6 anos de vida, Dolly teve de ser abatida por sofrer de uma doença pulmonar degenerativa não tratável. Com este acontecimento, a clonagem de seres completos recuou muitos passos e, actualmente, praticamente, já só se fala em clonagem terapêutica de células, tecidos e órgãos, por força dos fracassos da primeira, da possível utilidade clínica da segunda, e, inevitavelmente, pela força do dinheiro (pelos investimentos; pelos lucros; pelos lobbies da indústria farmacêutica e outros)...
Independentemente disso, fica para a história a primeira tentativa bem sucedida e a caricata origem do nome da ovelha Dolly, em homenagem à actriz e cantora norte-americana Dolly Parton, pelos seus atributos físicos. Mesmo assim, creio que a pobre ovelha é que fica a perder com a comparação!!!...

Sophia

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

5 Estrelas

Esta mensagem é como que um presente de aniversário atrasado que quero oferecer a uma pessoa muito especial.
Há amigos e amigos!! E a pessoa a que me refiro é daqueles amigos para toda a vida; um amigo de mão cheia; um amigo de muitos anos, boa parte dos quais passada à distância e, ainda assim, um amigo sem ausências... Um amigo de todas as horas, que sabe falar e confortar nos momentos certos com as palavras certas; que sabe ralhar-nos e puxar-nos as orelhas quando é necessário; que sabe permanecer calado e ouvir-nos com toda a atenção quando precisamos de desabafar; que nos deixa estar sozinhos e respeita o nosso espaço quando disso precisamos... Um amigo com o qual podemos estar horas a fio a conversar, ou pura e simplesmente, com quem podemos passar minutos infindáveis em silêncio e, mesmo assim, percebermos tudo o que foi "dito" e acharmos que foi uma excelente conversa!... Enfim, um amigo fora de série, um amigo 5 estrelas!!!
Sophia