quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Juro!

Após uma longa caminhada, e, apesar, de uma evolução inexorável da ciência, da Medicina e da sociedade, o Juramento de Hipócrates é um momento carregado de simbolismo e de emoção revivalista de um percurso árduo, mas compensador.
Foi avassalador o momento em que proferimos juntos a promessa de uma vida.
Foi o selar e o brindar de um esforço e preserverança contínuos, o momento em que, transbordando uma enorme felicidade e realização, subi ao palco e recebi, mais do que a cédula profissional das mãos do Exmo. Sr. Bastonário, as felicitações sinceras e visivelmente emocionadas de dois mestres: o Prof. Doutor Gentil Martins e o Dr. Germano Sousa.
Como há seis anos atrás, a intenção e responsabilidade dessas palavras mantém-se e digo-as com a mesma convicção!
Foi com agrado ainda que pude ler as palavras do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa no blog do Sol, a propósito da sua presença no nosso Juramento: «FELICIDADE. Na distribuição das cédulas pela Ordem, entreguei o prémio Machado Macedo aos melhores alunos de Medicina de Lisboa. Momento raro de felicidade: eu, hipocondríaco, rodeado de mais de 500 médicos; poder recitar com eles o juramento de Hipócrates. Pequena consolação por não ter tirado Medicina.»
Em suma, foi um daqueles primorosos momentos da vida, que não serão esquecidos e que não precisam de fotografias para serem imortalizados em nós e naqueles que estiveram connosco nesse dia, como nos últimos seis anos. A eles também um retumbante "Parabéns" e um sentido "Obrigado".
No entanto, nada disto significa que não haja mais patamares a alcançar. Fizémos um Juramento. É chegada a altura de começar a cumpri-lo o melhor que pudermos a cada dia!



Sophia

Arrojo

Depois de uma prolongada ausência, retomo as notas neste cantinho com um apontamento especial para um desporto, um desporto-espectáculo, que muito aprecio e que ainda não tinha tido espaço aqui.
A patinadora júnior Carolina Andrade, actual campeã Europeia, arrebatou o bronze para a selecção portuguesa, ao dar espectáculo no Mundial de Patinagem Artística, a decorrer em Portimão, na Portimão Arena.
Após o 4º lugar de ontem nas Figuras Obrigatórias, a pontuação obtida hoje pela exibição suficientemente segura do seu Programa Longo de Patinagem Livre fê-la subir ao pódio.
Uma jovem promessa, com provas dadas, para a Patinagem Artística Portuguesa e Mundial!



Sophia

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Alcançar

"Some dreams live on in time forever
Those dreams, you want with all your heart
And I'll do whatever it takes
Follow through with the promise I made
Put it all on the line
What I hoped for at last would be mine

If I could reach, higher
Just for one moment touch the sky
From that one moment in my life
I'm gonna be stronger
Know that I've tried my very best
I'd put my spirit to the test
If I could reach

Some days are meant to be remembered
Those days we rise above the stars
So I'll go the distance this time
Seeing more the higher I climb
That the more I believe
All the more that this dream will be mine

If I could reach, higher
Just for one moment touch the sky
From that one moment in my life
I'm gonna be stronger
Know that I've tried my very best
I'd put my spirit to the test
If I could reach..."
(Gloria Estefan, Reach)



Sophia

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Tempo

Saudades!?
Sim, talvez um dia, como de quase tudo aquilo que vivemos com significado e que não poderemos voltar a viver. Ou, que talvez até pudéssemos, se tivéssemos coragem para tal.
Mas, tudo na vida tem o seu tempo. E, o meu tempo para esta etapa há bastante que se esgotou!
Disto tenho a certeza, como tenho a certeza de que possivelmente virei a sentir saudades um dia, como tenho a certeza de que só as sentirei exactamente porque isto acabou aqui, no seu tempo certo, como tenho a certeza de que ganhei as armas para fazer com que essas saudades nunca sejam maiores do que a vontade de continuar...
Porquê!?
Porque, na vida, tudo tem o seu tempo, e, o meu tempo para esta etapa há bastante que se esgotou!...

Foi um prazer!




Sophia

domingo, 6 de junho de 2010

Para quando um bom Português!?

"Há palavras com o dom
De atrapalhar a gente,
Pois que, tendo o mesmo som,
Têm grafia diferente.

Passo, com s dobrado,
é de passar - bem sabeis -;
Paço, com c cedilhado,
É palácio ... mas de reis.

Nós, com s é um pronome,
E um pronome de primeira;
Noz, com z é sempre um nome
Pois é fruto de nogueira."
(Irondino Teixeira Aguiar, Aprender a Brincar)

Tristemente, parece que há cada vez mais gente atrapalhada, com mais palavras com menor complexidade e de uma forma muito mais grave do que as aberrações do novo acordo ortográfico. Seria lamentável que não se voltasse a falar e escrever bom protuguês em Portugal, mas veremos para quando o regresso da aprendizagem e do interesse por um português correcto.



Sophia

sábado, 29 de maio de 2010

Já rola!

Uma das minhas últimas mensagens foi sobre uma mão cheia de novidades de 4 rodas a chegarem brevemente aos stands mais próximos de nós. A primeira novidade dessa mão foi o lindo CR-Z , um modelo da Honda, recordando o saudoso CR-X dos 90's mas com tudo de um carro do século XXI. O novo Honda já circula nas ruas da capital e é ainda mais bonito ao vivo do que nas fotografias. Também bonitos são o motor e o consumo deste híbrido que gasta 5L aos 100 Km. Na gama do CR-Z entra o CR-Z Sport, o primeiro híbrido desportivo e um GT. A pintura azul metalizada é sedutora. Já o preço está entre os 22 000 e os 26 000 euros...
À parte da publicidade e de não gostar nem ser uma pessoa de materialismos, desta vez, rendo-me. Honda: The power of dreams!
http://www.honda.pt/#/auto/modelos/versoes/741


Sophia

domingo, 24 de janeiro de 2010

Urgentemente

"É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
Ódio, solidão e crueldade,
Alguns lamentos,
Muitas espadas.

É urgente inventar a alegria,
Multiplicar as searas,
É urgente descobrir rosas e rios
E manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
Impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
Permanecer.
(Eugénio de Andrade, Antologia Breve)



Sophia

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

O futuro já aqui ao lado!

Parece que foi há pouco tempo que vimos filmes em que as personagens usavam fatos tecnológicos e circulavam em carros eléctricos, totalmente aerodinâmicos, com portas das formas mais extravagantes imaginárias, computadores de bordo e painéis de instrumentos para lá de sofisticados, assemelhando-se a naves espaciais, cuja materialização nos parecia distante, quase inalcançável.
Pois é... mas, essa visão do futuro é cada vez mais a visão do presente. Esse futuro está mesmo à nossa porta. Os carros futuristas de então, começam a tomar forma, cor, potência, marca e preço.
À parte da ainda condicionada autonomia de alguns deles e do previsível preço elevado, deixo-vos aqui uma curta apresentação do meu Top 5:

A Honda traz aos amantes do saudoso CR-X, uma inultrapassável imagem da marca, o novo Honda CRZ. É-nos então apresentado um coupé 2+2, com monitorização híbrida a que se junta um painel de instrumentos de formas arrojadas e a inovação, face aos restantes híbridos da marca, de uma caixa manual de seis velocidades. Este pequeno desportivo Made In Japan, aliciando a memória dos fãs do CR-X dos anos 90, estará à venda em 2010, segundo a marca, ainda durante o primeiro trimestre do ano.

O Audi e-tron tem um habitáculo de dois lugares e é alimentado por motores eléctricos de iões lítio. É, basicamente, a versão eléctrica do Audi R8, com a única e pequenina diferença de que, dispondo de um motor eléctrico por roda, tem dez vezes mais força do que a versão a gasolina. Com os seus fraquinhos 313 cv. de potência, vai dos 0 aos 100 Km/h em 4,8 segundos e atinge uma velocidade máxima que fica por uns modestos 200 Km/h, com vista a preservar uma autonomia prevista de 248 quilómetros. Enfim, um brinquedo que vai chegar ao mercado em 2012, e, certamente, a um preço não tão bonito como o carro!

A Opel traz-nos um modelo eléctrico familiar que garante a tranquilidade em termos de autonomia ao dispor de um motor a gasolina que funciona como gerador eléctrico quando a carga das baterias é consumida. Com 150 cv. de potência, o Opel Ampera possibilita uma autonomia de 60 Km através das suas baterias de lítio recarregáveis em qualquer tomada caseira de 220v. Depois disso, o seu motor de combustão a gasolina, optimizado em termos energéticos, permite a continuação da viagem, com um desempenho idêntico ao do motor do Opel Corsa 1.4. É intenção da marca ter o Ampera no mercado europeu em 2011.

O Lexus LF-Ch será o primeiro compacto familiar de uma marca prestigiada apenas disponível na versão híbrida. A marca não revela muitos pormenores, mas espera-se uma potência combinada na ordem dos 180 cv. A curiosidade poderá ser satisfeita ainda este ano, quando o novo Lexus chegar aos stands.

O VW L1, é a verdadeira nave espacial deste cardápio. Tão baixo como um Lamborghini Murciélago e tão pequeno como o VW Fox, o L1 pesa apenas 380 Kg e tem a estrutura de fibra de carbono de um Fórmula 1 e uma porta que se assemelha à carlinga de um caça. O habitáculo dá para 2 pessoas e a sua motorização é híbrida. A modesta potência de 39 cv. concorre com o consumo inacreditável de pouco mais de 1 L aos 100 Km. À venda em 2013!


Sophia