terça-feira, 23 de setembro de 2008

Cada um Com a Sua


The Story

"All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you

I climbed across the mountain tops
Swam all across the ocean blue
I crossed all the lines and I broke all the rules
But baby I broke them all for you
Because even when I was flat broke
You made me feel like a million bucks
You do and I was made for you

You see the smile that's on my mouth
Is hiding the words that don't come out
And all of my friends who think that I'm blessed
They don't know my head is a mess
No, they don't know who I really am
And they don't know what I've been through like you do
And I was made for you...

All of these lines across my face
Tell you the story of who I am
So many stories of where I've been
And how I got to where I am
But these stories don't mean anything
When you've got no one to tell them to
It's true...I was made for you."

(from Brandi Carlyle)




Sophia

4 comentários:

Francisco M. disse...

Para mim é uma das artistas do momento, assim como a Colbie Cailat, Neika e a Amy MacDonald.
Acho que tem imenso talento e espero que esta "história" seja a primeira de muitas =)

(Desculpa não comentar propriamente a letra da música mas é como tu dizes "cada um com a sua" e não há nada a dizer assim...)

Boa escolha!!!

Rendeiro disse...

O joão arrepia-se quando ela chega ao refrão pela segunda ou terceira vez e grita o "all these lines" de forma imperceptível como se fosse uma velhinha desdentada a urrar de dor sem voz "aarrrrrrrrrrrrrrrr jiz'aines across my face..." :P eu até gosto.

Esta música, a par da All the things that I've done dos Killers, são *as* músicas do ano, so far. Seguidas de perto pelo Palma e pela Colbie.

Sophia Pena disse...

Eu gosto muito da música e também sou capaz de a incluir numa das melhores. O que ela faz no refrão não me causa qualquer impressão, porque ela não exagera, só o faz naquele momento e isso até dá um certo toque à música.
Quanto a comentar a letra, é mesmo essa a ideia, não se pode comentar algo que do princípio ao fim apela a revivermos uma qualquer história pessoal, daí o "cada um com a sua". Partilhamo-las, contamo-las e ouvimo-las, interiorizamo-las, mas, comentar... é outro capítulo.

Rendeiro disse...

"Cada um Com a Sua" mais ou menos: a partilha e o comentário são o mais importante da música ;)

but these stories don't mean anything when you've got no one to tell them to